Giovani dos Santos é uma das esperanças brasileiras no 32º 10 KM Tribuna FM-Unilus

Prova será neste domingo, 21 de maio / Foto: DivulgaçãoProva será neste domingo, 21 de maio / Foto: Divulgação

São Paulo - Desde a comemoração do hexacampeonato de Marilson Gomes dos Santos, em 2011, o Brasil não alcança o lugar mais alto do pódio nos 10 KM Tribuna FM-Unilus. De lá para cá, foram cinco vitórias dos quenianos em santos e a expectativa é se essa hegemonia poderá ser quebrada neste ano.
 
A 32ª edição da maior e mais rápida prova de 10 km do País será disputada neste domingo (21) e o mineiro Giovani dos Santos surge como uma das esperanças de uma nova vitória brasileira.
 
A tarefa não será fácil, porque o atual campeão, Paul Kipkemoi está confirmado na largada, mas o corredor de Natércia mostra confiança. “Estou me sentindo bem e espero fazer uma das melhores marcas de prova de rua”, afirma. Para ele, a participação popular na torcida pelo percurso é um incentivo a mais para buscar o bom resultado. “É a principal força. A gente está correndo em casa e isso faz a diferença. Não só para mim, mas para os outros brasileiros. Espero que a gente consiga levar esse título”, destaca o atleta da equipe Pé de Vento.
 
Outro incentivo para Giovani é seu novo patrocinador, a marca 361º. “Com certeza, é mais um estímulo, porque eu sempre trabalho para conquistar algo mais. Vou continuar dando o meu máximo. Essa prova é muito boa, é rápida, para fazer marca”, elogia Giovani, explicando um pouco de como poderá atuar na prova.
 
“Eu sempre procuro fazer o meu melhor, independente de adversário. Procuro me superar. Essa é uma prova com nível muito forte e tem de trabalhar o psicológico. Usar a mente, porque sabe que não será fácil, mas tem capacidade de superar”, revela o pentacampeão da Volta da Pampulha, bronze nos 10 mil metros nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em 2011, e que também tem história na região, com a vitória na Meia Maratona A Tribuna-Praia Grande, naquele mesmo ano.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook