Seleção Brasileira se prepara para iniciar treinos no Velódromo do Rio

Ciclismo de Pista / Flavio Florido/Exemplus/COBCiclismo de Pista / Flavio Florido/Exemplus/COB

Rio de Janeiro - O Velódromo do Rio é a nova casa da Seleção Brasileira de Ciclismo. A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) fechou acordo com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e a Autoridade de Governança do Legado Olímpico (AGLO) para transformar o Velódromo do Parque Olímpico do Rio de Janeiro na casa da seleção do ciclismo de pista.
 
Para iniciar, os atletas vão utilizar a instalação cinco dias por semana, a partir da segunda quinzena de abril, focando na classificação e preparação dos Jogos de Tóquio 2020. Os integrantes do projeto estarão recebendo toda estrutura necessária para treinamento, além de contarem com um planejamento especifico abrangendo avaliações periódicas, participação em competições internacionais, camping de treinamentos, entre outras ações.
 
Segundo Emerson Silva, treinador da seleção do Ciclismo de Pista, a confederação pretende trabalhar também com outros atletas, além da seleção. “Os atletas da categoria Junior, até 18 anos, a categoria de base dos principais campeonatos mundiais e alguns atletas do Paralímpico, como Lauro Chaman, medalha de ouro no Mundial de Paraciclismo de Pista realizado no Velódromo, também estarão integrando o projeto em algum momento”.
 
Os próximo desafios serão a Copa Cuba de Pista (CL1/UCI), em Cuba, entre os dias 23 e 27 de maio, Jogos Sul-Americanos, na Bolívia, entre 26 de maio a 10 de junho, e 1ª e 2ª etapas do Festival de Pista (CL1 e CL2/UCI), no Chile, entre 15 e 19 de agosto.
 
A gestão do Velódromo é administrada pela Autoridade de Governança do Legado Olímpico. O local é moderno e a pista é considerada uma das mais rápidas do mundo. Com capacidade para receber 2,5 mil pessoas, a instalação está disponível para treinamento de atletas profissionais e amadores, para projetos de inclusão social com crianças e para competições nacionais e internacionais.
 
“O Comitê Olímpico Brasileiro vai acomodar os atletas em dois apartamentos alugados em frente ao Parque Olímpico da Barra. A Seleção Brasileira vai treinar aqui ao longo dos próximos três anos para a preparação para 2020”, explicou o presidente da AGLO, Paulo Márcio Dias Mello, que comemora a boa utilização do equipamento nesse um ano de AGLO e destaca que o Velódromo recebe, além dos ciclistas e crianças dispostas a aprender a pedalar, outras modalidades de esporte como campeonatos de karatê, jiu-jitsu e judô.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook