Shimano Sports tem cinco representantes no Abierto Across Internacional

Guilherme Muller / Foto: Pedro Cury / PedroCury.comGuilherme Muller / Foto: Pedro Cury / PedroCury.com

São Paulo - A temporada de provas valendo pontos para o ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional) terá seu início neste fim de semana para cinco ciclistas do Shimano Sports Team. Disputarão o Abierto Across Internacional 2018, em Salsipuedes, município na região de Córdoba, na Argentina, os atletas Sherman Trezza, Lukas Kaufmann e Viviane Favery, os três da Cannondale Brasil Racing, e Guilherme Muller e Rubinho Valeriano, ambos da Sense Factory Racing. A largada está marcada para o início da tarde de domingo.
 
Definida como classe 1 na UCI, o Abierto Across Internacional ofertará 60 pontos aos campeões no ranking mundial, o que faz com que o evento receba atletas de alto nível do continente, bem como alguns vindos da Europa. Ao todo, está confirmada no evento argentino a participação de ciclistas naturais de 12 países: Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Israel, Paraguai, México, Suíça e Uruguai.
 
Os primeiros brasileiros que chegaram no país vizinho para o evento foram Guilherme e Rubinho, que já puderam realizar os primeiros testes na pista construída unicamente para a competição. "É um lugar bem seco e com o chão bastante duro e esburacado. A pista não é muito técnica, mas exigirá cuidados, porque tem bastante pedra e isso torna fácil cortar um pneu, por exemplo. O calor é o que mais vai incomodar. O circuito é praticamente no sol e sem sombras", define Guilherme, que tem sua bike equipada com o grupo Shimano XTR Di2 de transmissão de marchas eletrônica.
 
Já o trio da Cannondale Brasil Racing embarcou nesta quinta-feira, dia 8, para a Argentina e terá dois dias de treinos no circuito em Salsipuedes antes da prova. "O Abierto Across será minha primeira competição da temporada. Entro nela confiante, porém sem traçar um objetivo muito audacioso quanto ao resultado. Estou passando por um momento de adaptação à nova equipe e ao equipamento", avalia Sherman.
 
Desafio Pôr do Sol de MTB - O ciclista Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano/Giro29) faz neste sábado, dia 10 de fevereiro, sua volta às pistas após um período de quase quatro meses sem competir, devido a uma lesão na clavícula. Pscheidt terá pela frente o Desafio Pôr do Sol de Mountain Bike, em Timbó (SC), uma maratona com 48,8 km para a categoria pro e 1.295 m de altimetria acumulada. A prova será noturna, com largada às 19h. "Tem tudo para ser uma competição bacana, com início dela no topo do Morro Azul, e também porque marcará minha primeira competição após sofrer um acidente durante a Brasil Ride, em outubro, na Bahia", conta o atleta, que atualmente vive em Timbó.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Rugby campeão

Brasil é campeão do Sul-Americano 6 Nações

 

 

 
Mascotes

Curta - EA no Facebook