Equipe de Ribeirão termina na 5ª posição por Equipes na Vuelta del Uruguay

Cristian Egídio foi o melhor colocado entre os ribeirão-pretanos / Foto: Luís Rojo MalleaCristian Egídio foi o melhor colocado entre os ribeirão-pretanos / Foto: Luís Rojo Mallea

Uruguai - A Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto (São Francisco Saúde/Klabin/SME) terminou no domingo (16) sua participação na 74ª Vuelta del Uruguay com o 5º lugar na Classificação Geral por Equipes.
 
O melhor colocado da equipe na edição de 2017 foi Cristian Egídio, que terminou na 16ª posição no Geral Individual e na 2ª na classificação de Montanha. Rodrigo Melo foi o destaque, tendo vencido uma das etapas e vestido duas camisas de líderes.
 
A volta deste ano teve um total de oito dias de disputa e 10 etapas, sendo duas de contrarrelógio. Ao todo, foram percorridos 1415,3 km, começando na cidade de Las Piedras e terminando em Canelones, a 45 km de Montevideo. A capital, de maneira inédita na história da volta, não fez parte do itinerário em 2017, mas deve voltar no ano que vem.
 
A Equipe de RP teve como grande resultado a vitória de Rodrigo Melo na 2ª Etapa, possibilitando-o de utilizar na etapa seguinte a camisa rosa, entregue para o ciclista com maior regularidade na prova.
 
Melo foi destaque também na classificação de Montanha, tendo liderado a volta nesse quesito em algumas etapas, utilizando assim a camisa vermelha. No final, ficou na 3ª posição, com 22 pontos. Cristian Egídio foi o melhor brasileiro nessa categoria, terminando em 2º, com 23 pontos. O vencedor foi o uruguaio Matías Perez, com 31 pontos.
 
Na Classificação Geral Individual, o melhor colocado de Ribeirão foi Cristian Egídio, que terminou na 16ª posição. Rodrigo do Nascimento (36º), Jeovane “Maminha” de Oliveira (42º), Rodrigo Melo (43º), Maurício Knapp (44º) e Luís Fernando Trevisan (56º) foram os outros ciclistas da equipe na prova, que teve como campeão o brasileiro Magno Nazaret, da equipe Soul Brasil, com um tempo total de 31h09min09, mais de 2 minutos a frente do segundo colocado, o também brasileiro, Murilo Affonso, companheiro de equipe. Completou o pódio da volta Flávio Cardoso, também da Soul Brasil.
 
Na Geral por Equipes, Ribeirão Preto finalizou a prova na 5ª posição, com 92h57min50, tendo conquistado uma vitória, logo na 1ª Etapa da volta. A equipe vencedora foi a Soul Brasil, que terminou com 92h46min11 no tempo total.
 
Luís Fernando Trevisan buscava o bicampeonato na categoria Sub-23 e terminou na 8ª posição, com tempo de 31h59min54, a 38min48 do campeão Alexander Gutierrez.
 
Para o treinador Marcelo Donnabella, a participação da equipe na Vuelta del Uruguay foi satisfatória e atendeu às expectativas iniciais. “Sabíamos de nossas limitações e conseguimos atingir os principais objetivos, como vencer uma das etapas. Também brigamos e igual para igual na Montanha, o que nos deixou satisfeitos”.
 
O próximo desafio da Equipe de Ciclismo de Ribeirão Preto é a Prova Ciclística 21 de abril, em Minas Gerais, no feriado de Tiradentes. Ribeirão terá o desfalque de Rodrigo Melo, que fraturou a clavícula na última etapa da Vuelta del Uruguay. Ele deve ser substituído por Lucas Ribeiro, que fará sua reestreia na equipe, após o anúncio de seu retorno.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Curta - EA no Facebook