Velocistas aceleram forte no Brasileiro de Pista em Indaiatuba (SP)

Na prova Omnium, os ciclistas Ricardo Dalamaria e Wellyda Rodrigues garantiram a medalha de ouro / Foto: Luis Claudio Antunes/CBCNa prova Omnium, os ciclistas Ricardo Dalamaria e Wellyda Rodrigues garantiram a medalha de ouro / Foto: Luis Claudio Antunes/CBC

São Paulo - Os principais velocistas do país protagonizaram momentos de muita emoção e adrenalina durante as provas de Velocidade Individual disputadas na manhã deste sábado (02/12) no Velódromo de Indaiatuba. A programação ainda contou com a realização da prova Omnium, que é composta por quatro corridas disputadas em um único dia. 
 
Após disputarem as fases classificatórias na quinta-feira, os velocistas entraram no velódromo com muita disposição para mais um dia de competição. A briga por medalhas da prova masculina ficou entre João Victor, considerado uma grande revelação do Ciclismo de Pista, e os atletas da seleção Kacio Freitas, Flavio Cipriano e Fernando Sikora.
 
A final foi disputada entre Kacio Freitas, do Team UFF, e João Victor, da Green Piracicaba. Na disputa dos três matchs, Kacio levou a melhor e garantiu a medalha de ouro deixando João com a prata. A decisão do bronze levantou a torcida no confronto entre Fernando Sikora, que garantiu a vitória para o Clube Maringaense de Ciclismo, e Flávio Cipriano, da ECT/Taubaté.
 
O Clube Maringaense de Ciclismo também dominou a prova feminina conquistando uma dobradinha com as ciclistas Gabriela Yumi e Carolina Borges, primeira e segunda respectivamente. A experiente Sumaia Ali (SMEL Araçatuba) terminou na terceira colocação, vencendo a disputa contra Viviane dos Santos (Memorial/Santos).
 
“Os resultados que estamos colhendo hoje nas provas de velocidade são frutos de muito trabalho. Passamos o ano inteiro com o objetivo de chegar no Brasileiro e brigar pelas primeiras posições. Esse ano, apesar de estarmos competindo fora de casa, conseguimos manter a hegemonia na maioria das provas, então só tenho que agradecer os nossos atletas pela dedicação”, contou Carlos Martinelli, técnico do Clube Maringaense de Ciclismo.
 
Emoção em Indaiatuba - No fim da tarde, foram definidos os campeões da prova Omnium. A decisão aconteceu na Prova Por Pontos, que levantou o público presente no evento. O programa de corridas da Omnium contou ainda com a disputa das provas de scratch, tempo race e eliminação.
 
A corrida feminina teve Wellyda Rodrigues, da Funvic/Brasil Pro Cycling, terminando sua participação com 137 pontos e garantindo a medalha de ouro. Na segunda colocação ficou Thayná Araujo, da MU23/Santos, marcando 127 pontos contra 125 pontos da experiente ciclista Janildes Fernandes, do Clube Fernandes de Ciclismo, que conquistou o bronze.
 
“Treinei muito para essa prova. A omnium exige muita regularidade, então tentei me defender bem nas três primeiras provas para chegar com tudo na Prova Por Pontos que define a corrida. Estou muito feliz por conquistar a medalha de ouro, ainda mais sendo aqui em Indaiatuba, uma cidade que eu tenho uma grande admiração”, destacou Wellyda.
 
Para Janildes Fernandes, que coleciona vários títulos Brasileiros, é muito importante essa renovação do ciclismo nacional, dando oportunidade também para as novas atletas estarem mostrando seu potencial.
 
“Começamos muito bem o Brasileiro com o título da Perseguição Por Equipes na sexta, e hoje voltei ao pódio muito feliz com o terceiro lugar na Omnium. É claro que sempre buscamos a medalha de ouro, mas essa renovação no ciclismo nacional também é importante para o crescimento da modalidade. Chego a ficar emocionada em ver o pelotão feminino crescendo e participando cada vez mais das provas. O Clube Fernandes de Ciclismo agradece a organização pelo grande evento que está sendo realizado e também ao pessoal de Indaiatuba pela ótima receptividade”, destacou Janildes.
 
No masculino, Ricardo Dalamaria (Clube de Ciclismo So Pedal), de apenas 19 anos, fez uma prova impecável e conquistou o título brasileiro vencendo os principais nomes da modalidade. Ricardo largou a prova por pontos na quinta posição geral da omnium, mas após marcar 89 pontos, comemorou a vitória em grande estilo somando 187 pontos no total.
 
“É um orgulho muito grande conseguir sair com a medalha de ouro em uma prova tão exigente e que reuniu nomes tão importantes do ciclismo. Larguei com o objetivo de brigar pela medalha de ouro. Mesmo sabendo que não seria fácil decidi arriscar e fazer uma prova agressiva, sem depender da iniciativa dos adversários, então estou saindo satisfeito com meu desempenho”, contou Ricardo Dalamaria.
 
O segundo lugar foi conquistado por Cristian Egidio (São Francisco Saúde/Ribeirão Preto) que marcou 168 pontos. A briga pela medalha de bronze ficou travada entre os atletas Joel Candido, Glauber Alexandre, Lauro Chaman e Gideoni Monteiro.  A marcação entre os principais nomes foi acirrada, mas Joel Candido (Memorial/Santos) contabilizou 128 pontos e completou o pódio na terceira colocação.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Curta - EA no Facebook