Brasil inicia Sul-americano de Canoagem Velocidade com 15 medalhas

A equipe mostrou sua hegemonia no primeiro dia de competições e conquistou 7 ouros, 4 pratas e 4 bronzes / Foto: Divulgação CBCaA equipe mostrou sua hegemonia no primeiro dia de competições e conquistou 7 ouros, 4 pratas e 4 bronzes / Foto: Divulgação CBCa

Colômbia - Começou hoje, nas águas de Paipa, na Colômbia, as competições do Campeonato Sul-americano de Canoagem Velocidade e Paracanoagem. E a equipe Brasil mostrou para que veio, fazendo bonito nas provas de 1000m. Foram sete ouros, quatro pratas e quatro bronzes conquistados no primeiro dia. 
 
Na primeira prova do dia, no K4 1000m masculino Junior, o Brasil conquistou o ouro com os atletas Vitor Navarro, Matheus Moia, Marcos Scolaro e Willian Silva. Seguidos dos seus principais adversários a Argentina e o Uruguai, respectivamente.  Já no feminino o Brasil ficou com o bronze na prova, ficando atrás da Argentina e do Chile. O barco brasileiro era formado pelas canoístas Emilly Schellworth, Silvia Portela, Débora Garcia e Isadora Ribeiro.
 
No K1 1000m masculino Sênior, o atleta Vagner Souta cruzou a linha de chegada em primeiro, seguido dos atletas Nelson Sallete, da Argentina e de Luis Garcia, Colômbia.  Nada categoria Sub23, o Brasil conquistou duas medalhas, no feminino a atleta Bruna Domingues ficou com o ouro e no masculino Gilmar Junior ficou com a prata. E na sub 23 o atleta Victor Navarro conquistou mais uma prata.
 
Nas disputas de K2 a equipe sênior do Brasil conquistou o ouro no masculino com Roberto Maehler e Celso Dias e o bronze com Ana Paula Vergutz e Bruna Domingues. Na categoria Junior conquistou mais um bronze com os canoístas Vitor Navarro e Matheus Moia.
 
Os atletas Vagner Souta, Roberto Maehler, Edson Silva e Celso Dias, do caiaque fecharam o dia com mais um ouro para o Brasil, no K4 1000m masculino. Para o técnico Rui Fernandes o resultado foi dentro do esperado, “o saldo é positivo, alguns barcos não alcançaram o esperado, mas no geral foi muito bom. Os atletas estão sentindo um pouco a altitude, mas a competição está sendo bem disputada”.
 
A primeira participação da canoa brasileira foi com o atleta Isaquias Queiroz, na prova C1 1000 m Sênior e ele garantiu mais um ouro para o país, deixando os atletas Sergio Diaz e Alejandro Rodrigues, ambos da Colômbia com a prata e o bronze. “A prova foi legal, acho que a nossa dificuldade é a altitude que pega bastante, vamos esperar agora as próximas provas de 500m e 200m para ver se consigo levar as três medalhas de ouro para o Brasil, e torcer pelos outros brasileiros, para sairmos campeões por equipe”, comentou o canoísta.
 
Na categoria Junior o atleta Jacky Godmann também mostrou estar bem preparado, e conquistou também o ouro, seguido do Chile e da Argentina. Na sub-23 o Brasil conquistou o bronze, com Milton Oliveira.
 
No C2 entraram na água a dupla Erlon Santos e Maico Ferreira, na categoria Sênior, e Savio Vieira e Helton Silva, na categoria Junior, as duas duplas conquistaram a prata.
 
 
Veja Também: 

 

 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

 

 

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook