Pinheiros inicia tour por quatro estados pelo NBB

Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Ceará são os próximos destinos do terceiro colocado do NBB; primeiro adversário é o Flamengo, neste domingo (07) / Foto: Ricardo Bufolin/ECPRio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Ceará são os próximos destinos do terceiro colocado do NBB; primeiro adversário é o Flamengo, neste domingo (07) / Foto: Ricardo Bufolin/ECP

São Paulo – A regularidade mantida no NBB 2017/18 motiva o Pinheiros a projetar bons resultados na sequência das próximas quatro partidas fora de casa nas duas próximas semanas. Com nove vitórias em 12 jogos, o Pinheiros faz o primeiro jogo de 2018 contra o Flamengo neste domingo, 7 de janeiro, às 18h na Arena Carioca, local do basquete nos Jogos Olímpicos Rio 2016.
 
O duelo reúne vice-líder e terceiro colocado do NBB, ambos com 87,5% de aproveitamento, atrás do Mogi das Cruzes. Após o jogo no Rio de Janeiro, o Pinheiros terá pela frente, Minas Tênis em Belo Horizonte, dia 10, Vitória em Salvador, dia 18, e Ceará em Fortaleza, dia 20, retornando ao Ginásio Henrique Villaboim em 1º de fevereiro para receber o Botafogo (RJ).     
 
O técnico Cesar Guidetti, vive a expectativa de retornos importantes ao Pinheiros contra o Flamengo como, o do ala norte-americano Holloway, cestinha da equipe, que estava suspenso, e do pivô Ansaloni, lesionado na mão direita. “Holloway causa preocupação na defesa adversária, o que costuma abrir espaços para os demais jogadores. Ansaloni fará um teste no sábado”, avalia o treinador, após desgastante série de nove partidas disputadas em dezembro pelo NBB e frequentes desfalques.
 
O jovem ala Gui Bento, de 20 anos, está otimista devido à postura que o time tem adotado em momentos de dificuldade. “Nosso grupo é muito unido, o que tem nos ajudado a superar os desfalques. Principalmente contra o Flamengo, precisamos fazer um jogo consistente. Holloway e Ansaloni vão dar mais força à equipe”, define Gui.
 
Esperançoso com a liberação dos médicos, Ansaloni embarca com o Pinheiros para a primeira parte do tour como visitante diante de Flamengo e Minas. “Espero retornar ao time. O Lupa fica sobrecarregado no pivô. Se quisermos permanecer no topo, temos de vencer fora de casa. No NBB não dá para escolher quadra ou adversário. É muito equilibrado. O Flamengo é uma equipe tradicional, de qualidade. Creio que será um jogo muito bom”, prevê o pivô Ansaloni.
 
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

Curta - EA no Facebook