Londrina: ansiedade por Jojup’s e retorno à UEL

Rafaela Freitas está ansiosa para competir na nova pista da UEL / Foto: Rafael Souza/Assessoria de ImprensaRafaela Freitas está ansiosa para competir na nova pista da UEL / Foto: Rafael Souza/Assessoria de Imprensa

Paraná - Nos últimos dias, o foco é um só na equipe Londrina/Caixa/IPEC de atletismo: Jogos da Juventude (Jojup’s). Todos os 38 atletas que vão competir, e a comissão técnica, trabalham duro para representar bem a cidade de Londrina na competição, que será aberta oficialmente amanhã com o cerimonial no ginásio Moringão, a partir das 20 horas.
 
Uma programação especial de treinamentos foi montada pelos treinadores para que todos os atletas possam chegar ao campeonato no melhor de suas formas físicas. “Sabemos da importância que a competição tem para a cidade, e para os atletas a obtenção de bons resultados. Nas últimas semanas todos se empenharam ao máximo para chegar bem no final de semana”, contou o técnico e gestor da equipe, Gilberto Miranda.
 
As provas do atletismo acontecem no próximo sábado e domingo, abrindo a programação da 30ª edição dos Jojup’s, que voltam a ter Londrina como sede após 28 anos. Além de fazer uma boa campanha em casa após tanto tempo de espera, os atletas da equipe tem outro motivo especial para quererem que o final de semana chegue logo: as provas serão na renovada pista da UEL, que será reaberta após uma reforma completa.
 
“Estou muito feliz de poder representar a cidade e também de poder voltar a competir na nossa casa, na nossa pista. É a primeira vez que vou competir em casa e estou ansiosa esperando por este momento”, comentou a atleta do heptatlo e arremesso do peso, Rafaela Freitas, de 17 anos.
 
Quem também não vê a hora de começar os Jogos é Leonardo Mário, de 17 anos. “É a competição mais aguardada do ano. Os últimos treinos foram muito intensos, focamos força e técnica visando justamente um bom resultado nos Jojup’s”, avisou o atleta, uma das esperanças de medalha no arremesso do peso.
 
Pâmela Carvalho, que vai competir nos 400 e 800 metros, e Pedro Tambolim, nos 800 e 1500 metros, são outras boas apostas de pódio. O garoto de 15 anos conquistou dois ouros no Brasileiro sub-16, disputado em Fortaleza, no início deste mês.
 
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook