Caio Bonfim e Erica Sena competem na China

Marchadores, destaques da temporada 2017, disputam o último evento do ano / Foto: Wagner Carmo/CBAtMarchadores, destaques da temporada 2017, disputam o último evento do ano / Foto: Wagner Carmo/CBAt

China - O brasiliense Caio Bonfim (CASO-DF) e a pernambucana Erica Sena (B3 Atletismo-SP), dois dos destaques do Atletismo nacional na temporada 2017, voltam a competir. Os dois foram convidados para disputar o Around Taihu Internacional Race Walking, em Wuzhong, na China, de domingo (dia 24) a quarta-feira (27). A competição reúne alguns dos melhores marchadores do mundo deste ano num evento planejado para divulgar a especialidade.
 
Os atletas disputam quatro provas em quatro dias seguidos: 20 km, 10 km, 10,5 km e 10 km pela ordem, e os vencedores no individual e por equipes são apontados na somatória dos tempos.
 
Medalha de bronze nos 20 km no Mundial de Londres, em agosto, Caio competirá por equipe ao lado de Andrés Chocho (Equador), Ever Palma (México) e Levogang Shange (África do Sul). No ano passado, Caio foi campeão da competição por equipes ao lado de Chocho, Palma e Perseus Karstrolm (Suécia).
 
Caio quebrou o recorde brasileiro da prova em Londres, com a marca de 1:19:04. Terminou também como o vice-campeão do Circuito Mundial de Marcha Atlética de 2017, atrás somente do colombiano Eider Arévalo, ouro na Grã-Bretanha.
 
“Caio embarca nesta quarta-feira (20) para a China para fechar a temporada. Depois tira alguns dias de descanso em outubro e volta aos treinos visando às competições de 2018”, comentou João Sena, pai e treinador do marchador. Na China, terá a companhia de Gianetti Bonfim, mãe e também sua treinadora.
 
Já Erica, quarta colocada nos 20 km em Londres e campeã do Circuito Mundial de Marcha Atlética da IAAF, também participa no individual e por equipes. Ela competirá ao lado da colombiana Lorena Arenas e da peruana Kimberly Garcia.
 
Casada com Andrés Chocho, também seu técnico, ela viaja para a China do Equador, onde mora e treina em Cuenca. Em Londres, a brasileira quebrou o recorde sul-americano da prova, com o tempo de 1:26:59.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook