Caio Bonfim é ouro na etapa chinesa do Circuito Mundial de Marcha Atlética

Brasileiro venceu os 20 km em Taicang. Erica Sena terminou em 4º lugar / Foto: Gianetti BonfimBrasileiro venceu os 20 km em Taicang. Erica Sena terminou em 4º lugar / Foto: Gianetti Bonfim

China - Caio Oliveira de Sena Bonfim (CASO-DF) venceu neste sábado (dia 15) a prova dos 20 km da etapa chinesa do Circuito Mundial de Marcha Atlética, disputada em Taicang. O brasiliense completou a distância em 1:22:16, ratificando o índice exigido pela IAAF (1:24:00) para o Campeonato Mundial de Atletismo de Londres, em agosto, na Grã-Bretanha.
 
Na chegada, Caio acabou superando até com certa tranquilidade o mexicano Julio César Salazar, segundo colocado, com 1:22:58. O sul-africano Lebogang Shange terminou na terceira posição, com 1:23:45.
 
Na prova feminina dos 20 km, a pernambucana Erica Rocha de Sena (B3-SP) ficou em quarto lugar, com 1:31:31, chegando atrás de três chinesas: Xiuzhi Lu (1:31:01), Jiayu Yang (1:31:04) e Na Wang (1:31:09). Erica também ratificou o índice exigido para o Mundial de Londres (1:36:00).
 
Hexacampeão da Copa Brasil Caixa de Marcha Atlética, título alcançado em março, em Bragança Paulista (SP), Caio Bonfim comemorou bastante a vitória e o bom desempenho geral. "Gostei de minha parte técnica e tática", comentou o atleta de 26 anos, que já havia disputado duas etapas do IAAF Challenge este ano: 21º lugar em Ciudad Juárez, no México, com 1:26:47, e 7º em Rio Maior, em Portugal, com 1:22:13, quando obteve o índice pela primeira vez.
 
Pela programação original, o marchador volta agora ao Brasil para os treinamentos. A próxima competição será a Copa Pan-Americana nos dias 13 e 14 de maio, em Lima, no Peru. Depois segue para o GP de La Coruña, no dia 3 de junho, na Espanha. "A preparação está sendo muito bem cuidada porque o objetivo é chegar na melhor forma no Mundial", completou Caio, quarto colocado nos 20 km e nono nos 50 km nos Jogos do Rio 2016.
 
A meta de Erica, 7ª na Olimpíada, também é Londres. A etapa chinesa foi a terceira do Challenge de 2017 da pernambucana. Antes, ela havia disputado duas provas no México. Em Ciudad Juárez, ganhou a medalha de prata, com 1:30:49. Depois, em Monterrey, conquistou o inédito ouro no Circuito Mundial com 1:32:07.
 
1

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 

 
Mascotes

Mais lidas da semana

Curta - EA no Facebook