Copa Amazônia de Remo reúne mais de 2000 pessoas em Belém

O evento reuniu mais de 2000 pessoas / Foto: Salim WarissO evento reuniu mais de 2000 pessoas / Foto: Salim Wariss

Belém - A Federação Paraense de Remo (FEPAR) realizou no dia 29 de outubro a 1ª Copa Amazônia de Remo Barcos Curtos 2017. O evento, que reuniu mais de 2000 pessoas, é um projeto piloto da FEPAR para viabilizar uma raia olímpica de remo na Lagoa Água Preta, no Parque Estadual do Utinga, em Belém, com autorização e apoio do governo estadual.
 
Foram disputadas treze provas masculinas, femininas e mistas com a participação de nove clubes. Em primeiro lugar no número de vitórias ficou o Paysandu, com seis pódios. O Guajará terminou em segundo com três primeiros lugares, e o Tuna Luso em terceiro. A regata foi amistosa, com o objetivo de testar a prática de remo no lago, por isso todos os clubes participantes receberam troféus. A arbitragem ficou a cargo da equipe da FEPAR.
 
O evento contou com a presença de Fabiana Beltrame, medalha de ouro no Mundial Sênior de 2011, e do vice-presidente da CBR, Marcos Nardi Polchowicz. Também estiveram presentes na Copa Amazônia de Remo o governador do estado e a secretária estadual do esporte e lazer. O vice-presidente destacou o interesse da CBR em realizar regatas no local. Para 2018, há possibilidade de sediar na raia a Copa Norte Nordeste e o Brasileiro Máster.
 
O presidente da FEPAR, Luciel Caxiado, explica que recebeu como compromisso do governo estadual do Pará e do governo municipal de Belém a autorização de abrir o parque para a prática do remo. O local comporta uma raia de 2.800 metros com 10 raias para barco. Por ficar em área de proteção ambiental, não há embarcações que transitam no lago. Os atletas destacaram a qualidade da raia, com água lisa e pouco vento, ideal para o remo.
 

Eventos esportivos / Entidades Mundiais

CEO da CBDN

Pedro Cavazzoni fala sobre PyeongChang 2018

Esportes de Neve

Victor Santos fala sobre o Cross Country

 
Mascotes
Curta - EA no Facebook